Cerca de 13% das unidades que geram energia solar no estado de São Paulo estão em Rio Preto

Cerca de 13% das unidades que geram energia solar no estado de São Paulo estão em Rio Preto

Publicada no dia

A Usina Novo Oriente Solar está sendo construída, e deve começar a operar até 2024. 


Existe um motivo pelo qual a maior parte das usinas está concentrada na cidade de Rio Preto. Além da baixa nebulosidade, há alta incidência de luz solar na região. Isso fez com que muitas empresas passassem a investir recursos na região.

Tanto é que Ilha Solteira, um município da região, já foi escolhido para ser base do parque solar que pertence à EDP, uma empresa de Portugal. A usina Novo Oriente Solar deve começar a operar a partir de 2024, pois a ordem de construção já foi dada.

Estima-se que a usina tenha uma potência total de 264 MW por ano. Ela está sendo construída por meio de uma parceria com a EDP Renováveis, que também é responsável pela construção do complexo solar no município de Pereira Barreto, que começou a operar em outubro de 2021.

Embora Rio Preto concentre apenas 3% da população do estado de São Paulo, cerca de 13,5% das usinas estão concentradas nesta cidade.  Atualmente, existem 96 cidades na região que concentram mais de 18.300 unidades que produzem energia renovável, incluindo geração para residências, comércio, propriedades rurais e grandes parques solares.

Em 2021, Rio Preto foi o município do Brasil que instalou o maior número de unidades de geração de energia solar no país: foram mais de 2.000 unidades geradoras, ultrapassando cidades como Presidente Prudente, Campinas e São Paulo.  De acordo com o porta-voz da EDP Brasil, a cidade de Rio Preto foi escolhida porque possui características que favorecem a produção de energia solar, como baixa nebulosidade e alta incidência de raios solares. Toda energia produzida na cidade é enviada para uma linha de transmissão  que pertence à usina hidrelétrica de Três Irmãos, localizada no estado do Rio Grande do Sul.

Complexo Pereira Barreto

O complexo Pereira Barreto ocupa hoje a primeira posição no ranking de parques solares em termos de tamanho no estado de São Paulo, e ocupa a 5ª posição dos maiores parques no Brasil. Ele possui uma capacidade total de 547 MW por ano e mais de 150 toneladas de gás carbônico deixam de ser emitidas no meio ambiente.  No total são mais de 600 mil placas solares que têm uma capacidade suficiente para prover energia para uma cidade com mais de 750 mil habitantes.

Energia solar gerada na cidade abastece hospitais

O Hospital da Criança e Maternidade, localizado na Cidade de Rio Preto, recebeu um aporte de quase um milhão e meio de reais para criar um projeto para economizar os custos com energia, onde a água gelada é automatizada em um sistema que também está ligado à central de ar-condicionado, sendo que ambos são abastecidos por energia produzida a partir das placas solares. A estimativa é que a economia do hospital seja até 536,5 MWh por ano, o equivalente ao consumo de energia de 226 casas. Além disso, pelo menos 33 toneladas de gás carbônico não serão emitidas no meio ambiente, o que representa  o total de 199 árvores plantadas.

Santa Casa de Rio Preto recebeu placas solares

Além disso, mais de R$ 113 mil foram investidos na Santa Casa de Rio Preto, e 10 hospitais também receberão investimentos, além de uma casa de repouso que fica no mesmo município. A iniciativa é da própria CPFL, visando a redução do consumo de energia e custos para os hospitais e casas de repouso. Recentemente, as placas foram implementadas no Lar São Francisco de Assis. Foram mais de R$ 300 mil investidos em projetos de distribuição de energia renovável. De acordo com o projeto, a economia gerada com a produção de energia solar será equivalente ao consumo de 43 casas todos os meses. No total, mais de seis toneladas de gás carbônico não serão emitidas no meio ambiente.

De acordo com Kleber de Almeida Araújo, atual responsável pela área de relacionamento da CPFL, os hospitais passaram a ficar muito mais movimentados, e os valores utilizados para pagar as contas de energia foram mais altos. Os investimentos em energia solar vão minimizar os custos, que podem chegar a até 20% do custo atual. A economia, no total, pode ser de até 80% na conta de energia.  


 

Outras Notícias

71648ffb-277e-4b73-869b-99712f9bc0a5
A energia solar tem um futuro brilhante no Brasil
c93e1a9b-6619-4083-895f-1955e0551e76
Primeiro carro do mundo movido à energia solar é anunciado por empresa
26ff0d31-7c16-4d0a-86f5-b5cc49864e07
Como o evento de energia solar de Natal beneficiará o Brasil
a4bed28a-ac01-4e20-9452-a5f0536cac20
Durante a pandemia, o mundo poderia ter se recuperado de forma verde, mas perdeu essa oportunidade
a1e40ffb-815e-46f0-a711-3ceab19e7855
Gargalo de geração renovável na ANEEL
2e511fe7-18fd-4cfa-a7b2-e85feaa652e0
Usina Solar de proporções enormes serão construída em um antigo lixão no estado da Bahia
a05304d3-8f67-4900-903c-4785e7aafe6b
Google inaugura campus com 90.000 painéis solares
0a4f6d25-ff29-4181-ab85-33259deddd9e
Transição energética no Brasil é impulsionada no Dia Mundial da Energia
7fae6b0e-f534-4e7c-babb-ef9a53984616
Como a Embraer está trabalhando para alcançar 100% de energia renovável no Brasil até 2024
4052d53e-4be8-4c9b-ba1d-f0090ec32681
Shell fará investimento de R$ 7 bilhões em usinas fotovoltaicas no estado de Minas Gerais
Qualidade Garantida
Suporte Total de Nossos Consultores
Segurança e Conformidade

EDELTEC - SOLUÇÃO E TECNOLOGIA EM UM SÓ LUGAR
Rua Princesa Isabel 138, 5º Andar, Salas 51 à 54, Zona4, Maringá-PR. CEP 87.014-090 | CNPJ: 10.289.713/0001-70
Rua Domingos Rampelotti 3501, Galpão 01 A e B, São Roque, Itajaí - SC. CEP 88.317-600 | CNPJ 10.289.713/0003-32
COPYRIGHT © 2021 EDELTEC
Desenvolvido por
Ipolitus Desenvolvimento e Operações